Translate

13 de novembro de 2012

II Jornada sobre NeuroEducação

DIVULGANDO... Dia: 23 e 24/11/2012 Local: ACM - Associação Cristã dos Moços - Rua da Lapa, 86, 6º andar - Lapa - Rio de Janeiro E-mail: contato@creativeideias.com.br Telefone: (21) 2577 8691 | (21) 3246 2904 | (21) 8832 6047 PÚBLICO ALVO: Professores, Mediadores (Estagiários, Monitores e/ou Facilitadores), Pedagogos, Psicólogos, Psicopedagogos, Fonoaudiólogos, Estudantes de Graduação e/ou Pós, Familiares e demais interessados no assunto. CRONOGRAMA: 23 de Novembro: 15h30 - Credenciamento (O credenciamento pode ser realizado até às 18h) 16h às 17h50 - Fátima Alves (Oficina) 17h50 às 18h - Intervalo 18h às 19h30 - Suzana Herculano-Houzel (Palestra de abertura) 24 de Novembro: 8h às 9h - Credenciamento 9h às 10h30 - Marta Relvas 10h30 às 10h40 - Intervalo 10h40 às 12h - Cibele Fernandes 12h às 13h10 - Almoço Livre 13h10 às 14h30 - Bianca Soares 14h30 às 14h40 - Intervalo 14h40 às 16h10 - Dr. Alfred Sholl 16h10 às 16h20 - Intervalo 16h20 às 17h30 - Eugênio Cunha 17h30 - Encerramento com sorteio de brindes. PROGRAMAÇÃO 23 DE NOVEMBRO: Neurociência do Aprendizado - Palestra de Abertura Suzana Herculano-Houzel - Neurocientista com pós-doutorado no Instituto Max-Planck de Pesquisa do Cérebro (Alemanha), doutorado na Universidade Paris VI (França), mestrado na Case Western Reserve University (EUA), bióloga formada pela UFRJ. É Cientista do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), Pesquisadora 1D do CNPq, e Scholar da James S. McDonnell Foundation. É também autora de seis livros de divulgação científica, colunista da Folha de São Paulo e da revista Mente & Cérebro, e conteudista da Rádio SulAmérica Paradiso. Recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura (Ciências Naturais) e o Prêmio José Reis de Divulgação Científica (menção honrosa). Psicomotricidade: Corpo, Ação e Emoção - Oficina Fátima Alves - Mestre em Estudos de Ciências da Saúde e do Ambiente. Fonoaudióloga, Psicomotricista titulada pela SBP, Sócio-terapeuta Ramain-Thiers, Sócia-Titular da ABP, Docente dos cursos de pós-graduação da AVM Faculdade Integrada, Docente conteudista do curso de pós-graduação e do curso de Graduação da AVM Faculdade Integrada. Autora de livros: "Psicomotricidade: Corpo, Ação e Emoção", "Para entender Síndrome de Down", "Inclusão - Muitos Olhares, Vários Caminhos E Um Grande Desafio" e "Como aplicar a Psicomotricidade. PROGRAMAÇÃO 24 DE NOVEMBRO: Neurociências e os Transtornos da Aprendizagem. Reconhecendo o cérebro hiperativo e recriando estratégias pedagógicas na sala de aula. Marta Relvas - Neurobióloga, Psicopedagoga, Bióloga, Professora da UCAM/AVM, IBMR e Estácio Membro da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento, Doutora e Mestre em Psicanálise, Pós Graduada em Anatomia Humana, Especialista em Fisiologia Humana, Bioética Aplicada e Didática do Ensino Superior. Pesquisadora na área de Biologia Cognitiva e Aprendizagem. Coordenadora do Curso de Pós Graduação de Neurociência Pedagógica, da Universidade Cândido Mendes – Faculdade Integrada AVM, ministrado as disciplinas de Neurociência da Anatomia e Fisiologia Cognitiva e Emocional e autora dos livros: Fundamentos Biológicos da Educação – desenvolvendo inteligência e afetividade na aprendizagem, Neurociência e os Transtornos da Aprendizagem, Neurociência e Educação: Gêneros e potencialidades na sala de aula, entre outros, todos editados pela WAK. Avaliação Neuropsicológica Cibele Fernandes - Psicóloga (CRP-05/3853), pela Faculdade de Psicologia da Universidade Santa Úrsula. Título de especialista em Psicologia Escolar pelo CRP RJ. Formação em Terapia Familiar. Especialista em Neuropsicologia pela Divisão de Psicologia do Hospital das Clínicas-Faculdade de Medicina USP, concluído em 2009. Autora de diversos artigos para revistas de educação e saúde, além de participação no programa Nota 10 do Canal Futura. Contribuições da Neuroeducação no processo de inclusão educacional e social Bianca Soares - Bianca Fonseca é Neurocientista, Psicopedagoga e Psicomotricista, Pesquisadora em Neuroeducação (OCC/CeC-NuDCEN/UFRJ), Transpsicomotricista Educacional (UERJ), Especialista em Dificuldade de Aprendizagem: Prevenção e Reeducação (UERJ) e Mestre em Neurolinguística (IL/UERJ). Atua na área da Educação a mais de 12 anos e é professora colaboradora da Faculdade de Educação da UERJ na pós-graduação de Dificuldades de Aprendizagem: Prevenção e Reeducação desde 2008. Atua na área de educação com ênfase na educação inclusiva e nos distúrbios do desenvolvimento, comportamento e aprendizagem. Bases e Desafios da Neuroeducação Dr. Alfred Sholl Franco - Neurocientista com Doutorado e Mestrado em Ciências pelo Instituto de Biofísica (UFRJ) e Especialização em Neurobiologia (UFF). É Jovem Cientista do Nosso Estado (FAPERJ) e Professor Associado I na Universidade Federal do RIo de Janeiro onde atua nas áreas de Neuroeducação, Neurofisiologia, Desenvolvimento e Regeneração no Sistema Nervoso. Organizou o livro Caminhos da Neuroeducação. É membro-fundador da Sociedade Brasileira de Neurociências e Educação (SBNED) e atua como coordenador do Centro de Pesquisas em Neurociências e Educação (Neureduc, CNPq) e do Ciências e Cognição - Núcleo de Divulgação Científica e Ensino de Neurociências (CeC-NuDCEN UFRJ), onde desenvolve ações de alfabetização, difusão e popularização em Neurociências em escolas do Rio e Grande Rio e para Profissionais da Educação. É Fundador e Editor-Chefe da revista eletrônica Ciências & Cognição.editoração e divulgação científica. Autismo e o Processo de Aprendizagem Eugênio Cunha - Doutorando e Mestre em educação, professor, psicopedagogo e jornalista. Leciona na Educação Básica e no Ensino Superior. Pesquisador na área educacional vinculado ao Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Educação da Universidade Federal Fluminense - GRUPPE/UFF/CNPq. Trabalha, também, na educação de alunos com dificuldades de aprendizagem e necessidades educacionais especiais. INVESTIMENTO: 01 dia de participação: R$ 60,00 - individual (cartão) - parcele em até 3 vezes sem juros R$ 50,00 - individual (depósito) R$ 40,00 - grupo (depósito) - cada inscrito a partir de 3 pessoas 02 dias de participação: De: R$120,00 • ATÉ 16/11 Por: R$ 90,00 - individual (cartão) - parcele em até 3 vezes sem juros R$ 80,00 - individual (depósito) R$ 70,00 - grupo (depósito) - cada inscrito a partir de 3 pessoas • ATÉ 21/11 R$ 120,00 - individual (cartão) - parcele em até 3 vezes sem juros R$ 100,00 - individual (depósito) R$ 90,00 - grupo (depósito) - cada inscrito a partir de 3 pessoas Inscrições: www.creativeideias.com.br Realização: Creative Ideias Apoio: UFRJ, WAK, Movimento Uniforme, Editora Vieira e Lent, Escolas Rio e Appai

11 de novembro de 2012

Motoqueiro

O Lucas desde que ganhou uma moto elétrica no dia das crianças não sabe brincar de outra coisa. Já aprendeu a pilotar e o mais engraçado é que quando ele sobe na moto, pede para colocar a máscara do Batman (que veio com a moto). Fizemos alguns clics engraçados...rsrsrsrs Um gato mesmo!!!

7 de novembro de 2012

COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA?

Gente, recebi esta carta que foi escrita por uma mãe como um desabafo e achei fantástica! Não conheço a autora, mas se alguém souber quem ela é, me fale por favor. Muito verdadeiro e simplesmente retrata o que nós passamos. Leiam abaixo. COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA? Comece por você, se reeduque, pois daqui prá frente seu mundo será totalmente diferente de tudo o que conheceu até agora. Se reeducar quer dizer: fale pouco, frases curtas e claras; aprenda a gostar de musicas que antes não ouviria; aprenda a ceder, sem se entregar; esqueça os preconceitos, seus ou dos outros, transcenda a coisas tão pequenas. Aprenda a ouvir sem que seja necessário palavras; aprenda a dar carinho sem esperar reciprocidade; aprenda a enxergar beleza onde ninguém vê coisa alguma; aprenda a valorizar os mínimos gestos. Aprenda a ser tradutora desse mundo tão caótico para ele, e você também terá de aprender a traduzir sentimentos, um exemplo disso: "nossa, meu filho tá tão agressivo", tradução: ele se sente frustrado e não sabe lidar com isso, ou está triste, ou apenas não sabe te dizer que ele não quer mais te ver chorando por ele. Você irá educar bem seu filho se aprender a conhecer o autismo "dele", pois cada um tem o seu próprio, mesmo que inserido em uma síndrome comum. Deverá aprender a respeitar o seu tempo, o seu espaço, e reconhecer mesmo com dificuldades que ele tem habilidades, e verá que no fundo elas são tão espetaculares ! Você irá aprender a se derreter por um sorriso, a pular com uma palavra dita, e a desafiar um mundo inteiro quando este lhe diz algum não. Você começará a ver que com o tempo está adquirindo super-poderes, e que a Mulher-Maravilha ou o Super-Homem, não dariam conta de 10% do que você faz. Você tem o super poder de estar em vários lugares ao mesmo tempo, afinal escola, contra-turno, natação, integração sensorial, consultas, fono, pedagoga, ufa...dar conta de tudo isso só se multiplicando e ainda se teletransportando ! Você é a primeira que acorda e última que vai dormir,isso é, quando ele te deixa dormir, e no outro dia tá sempre com um sorriso no rosto ao despertar do teu galã. Você faz malabarismos e consegue encaixar o salário da familia, em tantas contas e coisas que precisa fazer, que só mesmo com super-poderes. Você nota que seu cérebro é privilegiado, embora você nunca tivesse imaginado que dentro de você haveria um pequeno Enstein, pois desde o diagnóstico de seu filho, você já estudou: neurologia, psiquiatria, pediatria, fonoaudiologia, pedagogia,nutrição, farmácia, homeopatia, terapias alternativas, e tantas outras matérias. Você dá aula de autismo, ouve muitas bobagens em consultórios de bacanas, e ainda ensina muitos deles o que devem fazer ou qual melhor caminho a seguir para que seu filho possa se dar bem. Ah... e a informática que anteriormente poderia lhe parecer um bicho-de-sete-cabeças ... à partir deste filho, você encarou, e domina o cyberespaço como ninguém! São tantas listas de autismos, blogs, facebook, orkut, twitter ... ih ... pesquisa no google então, já virou craque, ninguém encontra nada mais rápido que você ! Uma hora você verá o que essa "reeducação" proporcionou a você, pois hoje você é uma pessoa totalmente diferente do que era antes de ser mãe de um autista. Nossa como você mudou, hein? E topará com a pergunta que não quer calar: "como devo educar meu filho autista?" Olhará ao redor, olhará para seu filho e perceberá que ele também está diferente, que ele cresceu, que já não é tão arredio, que as birras já não se repetem tanto, que ele até já te joga beijos! Que aquela criança que chegou solitária na escola, hoje já busca interagir, e já até fez algum amiguinho. Que ele já está aprendendo "jeitinhos" de se virar, e nem te requisita tanto mais. Então, chegará a conclusão que mesmo sem saber responder a tal pergunta, você tá fazendo um bom trabalho, e que ninguém no mundo poderia ser melhor mãe/pai que você para esse filho!
 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato