Translate

16 de fevereiro de 2013

Ah, se vocês pudessem olhar o Mundo com os olhos de um Autista ...

Caras mães e caros pais de Autistas e Aspergeres: Como muitos (as) de vocês sabem, também sou autista e como todos tive infância e tive muito na minha vida esta experiência na minha vida, de ficar olhando para o Infinito, para o Nada, até mesmo depois de adulto isto ainda perdurou um certo tempo, com vocês observam em seus filhos, especialmente quem tem filhos pequenos. Sei que ao vê-los assim, vocês sofrem muito e acham que eles estão sofrendo e se sentindo solitários. Mas deixa eu lhes falar uma coisa por experiência própria, de alguém que viveu isto na própria pele: Seu filho, quando faz isto, ele NÃO está infeliz, NÃO está triste, nem se sentindo só, ou curtindo a dor da solidão. Na verdade nem há drama nenhum. Ele está é feliz, alegre, da maneira dele, e na verdade ele não está olhando para o Nada, ele está olhando para o imenso, incrível mundo interno que ele está construindo para si, e como um engenheiro que constrói um grande empreendimento imobiliário, ele supervisiona seus personagens construindo este mundo belíssimo e riquíssimo em originalidade, criatividade, valor, exuberância! Ele observa deslumbrado toda esta harmonia filarmônica grandiosa de um mundo inteiro sendo construído, como o grande maestro de uma orquestra, cheio de novidades e belezas ímpares! Ah, se vocês mães pudessem olhar com nossos olhos autistas e vislumbra e se deslumbrar com o descortinar deste mundo tão fantástico que vai tão além da imaginação das outras pessoas, se vocês soubessem quantas alegrias nos dão ver e viver tudo isto... A infância é a época em que passamos mais tempo nestes mundos, depois com o tempo, as necessidades da Vida e do dia a dia vão nos tomando cada vez mais tempo, e ao chegarmos 'a idade adulta ficamos nele muito menos (mas nunca deixamos de visitar), mas aí já é outro mundo, não mais um mundo infantil, mas adulto, maduro, com outros tipos de beleza, mas igualmente vasto e belo... É verdade que os pais, especialmente se neurotípicos como vocês, ao ver o(a) filho(a) assim, tem uma tendência natural a achar que a criança autista quando está assim entretida, esteja triste, solitária, mas é só impressão, a verdade é outra... Ainda assim é compreensível a preocupação de vocês, como mães e pais, especialmente por que se preocupam com o futuro dos filhos e sua sociabilidade. Porém, e de experiência própria de quem já passou por isto na pele, posso assegurar-lhes com convicção de que seus filhos ficarem assim por certo tempo por dia não atrapalha em nada, (nem atrasa) a sociabilidade, nem o futuro deles. Só o que precisam é de uma orientação segura pelo caminho que os convidará a conhecer também o outro mundo o da Realidade, e os fazer entender que ambos os mundos podem coexistir pacificamente, e a utilizar o Mundo fantástico de suas imaginações galopantes como ferramenta de sobrevivência, sociabilidade e ascensão social para a busca da realização de seus sonhos e felicidades! Cristiano Camargo publicou no grupo ANJOS AZUIS https://www.facebook.com/groups/souautistasouumanjosouazul/?fref=ts https://www.facebook.com/cristiano.camargo.50

Nenhum comentário:

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato